Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Home
Início do conteúdo da página
Artigos

Microeixos de Transporte de Cargas

Define os investimentos prioritários em logística para reduzir custos de transporte e aumentar a competitividade da região.

O que é

E um estudo técnico inserido no contexto do Programa de Integração Intrarregional da Amazônia, que leva em conta os projetos de integração competitiva regional no setor de cargas de transporte e passageiros. O estudo foi realizado pela Sudam com o apoio da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) que resultou no “Projeto Identificação dos Microeixos de Transporte de Cargas dos Estados do Amapá, Amazonas, e Pará”. O estudo tem como base a redução de custos de transporte, aumentar a competitividade e contribuir de forma efetiva para o desenvolvimento com sustentabilidade da região amazônica. O projeto foi desenvolvimento inicialmente nos estados do Amazonas, Amapá e Pará e, em breve, será realizado nos demais estados da região. O documento identifica os microeixos com maior potencial de gerar desenvolvimento econômico e social para os estados, abordando também os macroeixos estruturantes, vias arteriais do transporte de passageiros e cargas dos três estados, apresentando, da mesma maneira, quais deles representam os principais eixos de desenvolvimento dos três Estados.

Etapas

Na primeira etapa, o trabalho faz um detalhado diagnóstico da infraestrutura de transportes na área avaliada, identificando a situação atual dessa infraestrutura, suas principais características físicas e operacionais, o seu uso atual, entre outras informações. Na segunda etapa foram identificados os principais produtos estratégicos para a movimentação de cargas atual e futura dos três estados, bem como os seus fluxos logísticos e as suas respectivas matrizes origem-destino atuais e projetados. Nesta etapa também foram definidos os fluxos de abastecimento de cargas dos três estados, assim como as principais cargas e regiões de origem e destino. A última etapa consolidou os fluxos logísticos atuais e futuros percebidos na etapa anterior para cada microrregião, observando o uso atual e esperado da infraestrutura de transportes de cada uma dessas regiões.

Foi feito, ainda, o mapeamento dos projetos logísticos relevantes para a movimentação de cargas e passageiros dos três estados, os quais foram adequadamente consolidados em diferentes tipos de eixos de transportes de acordo com a sua função estruturante nessa movimentação. Por fim, o trabalho tratou de identificar para cada tipo de eixos de transporte os projetos que apresentam os maiores potenciais de geração de benefícios econômicos e sociais para os estados priorizando tais projetos para investimentos em infraestrutura de transportes.

Acesse o estudo completo do Amazonas, Amapá e Pará clicando aqui.

Acesse o estudo completo de Roraima e Tocantins clicando aqui.

Acesse o estudo completo do Acre, Maranhão, Mato Grosso e Rondonia clicando aqui.

Acesse o relatório consolidado dos nove estados da Amazônia Legal clicando aqui.

Fim do conteúdo da página